Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Home > Destaque > Pesquisador do CCST realiza oficinas de formação em indicadores e avaliação de políticas públicas de transição para sociedades sustentáveis.
Notícia

Pesquisador do CCST realiza oficinas de formação em indicadores e avaliação de políticas públicas de transição para sociedades sustentáveis.

Ocorreu nos dias 05, 06 e 07 de junho de 2019, a oficina de formação de formadores em indicadores de avaliação e monitoramento de políticas públicas de educação ambiental, em Belém/PA, no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da UFPA.

Esta oficina marca a conclusão de um processo formativo que contemplou todas as regiões do Brasil, com oficinas na região Nordeste (Praia do Forte, BA), Sul (Foz do Iguaçu, PR), Centro-Oeste (Campo Grande, MS) e Sudeste (Vitória, ES), atingindo um público de aproximadamente 250 pessoas, representantes de diversos segmentos como órgãos públicos, comitês de bacia hidrográfica, universidades, ONGs, empresas, redes e coletivos.

Tais oficinas fazem parte do projeto do Sistema Brasileiro de Avaliação e Monitoramento de Políticas Públicas de Educação Ambiental, no contexto da transição para sociedades sustentáveis, coordenado pela ANPPEA – Articulação Nacional de Políticas Públicas de Educação Ambiental, instituição responsável pela construção participativa do sistema de indicadores, lançado oficialmente em 16 de dezembro de 2018 em Brasília/DF, e pelo desenvolvimento da Plataforma Brasileira de Avaliação e Monitoramento de Políticas Públicas de Educação Ambiental. O pesquisador do CCST, Evandro Albiach Branco, é membro da Secretaria Executiva e do Comitê Científico da ANPPEA.

Uma inovação importante do projeto é a incorporação a dimensão espacial ao processo de monitoramento e avaliação de políticas públicas como um elemento estruturante, possibilitando, além da sua avaliação propriamente dita, identificar oportunidades de articulação e construção de sinergias nos territórios, e oferecer subsídios à participação e ao controle social.

Até o final do ano, o projeto ampliará dos processos formativos e de comunicação dos indicadores, além do desenvolvimento da própria plataforma.

Fotos mostrando os trabalhos nas oficinas.