Acordo com a NOAA amplia distribuição de dados ambientais por satélites - Centro de Ciência do Sistema Terrestre Acordo com a NOAA amplia distribuição de dados ambientais por satélites - Centro de Ciência do Sistema Terrestre
Você esta em:
Home » Destaque » Acordo com a NOAA amplia distribuição de dados ambientais por satélites
Publicado em: 10-08-2018

Acordo com a NOAA amplia distribuição de dados ambientais por satélites



por Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais | INPE

Acordo firmado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) dos Estados Unidos deve ampliar a cooperação entre as instituições para difundir os serviços do GEONETCast Americas (GNC-A). O documento foi assinado nesta terça-feira (07/08) por Ricardo Galvão, diretor do INPE, e Stephen Volz, diretor do serviço de informação por satélite da NOAA.

O GNC-A faz parte do GEONETCast, um sistema de baixo custo de difusão de informações ambientais que permite a distribuição gratuita de dados de satélites e outros produtos e de serviços a usuários que disponham de uma infraestrutura mínima em qualquer ponto do planeta.

A Divisão de Satélites e Sistemas Ambientais do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) do INPE participa do GEONETCast desde o início de suas operações, em 2009. O INPE dissemina os dados e, também, atua na gestão do sistema. Com a assinatura deste acordo com a NOAA, é considerado formalmente um parceiro pleno na iniciativa do GEONETCast Americas.

Para o INPE, a operação conjunta do sistema de distribuição de dados GEONETCast Americas é inovadora e de grande impacto científico e tecnológico, no âmbito de uma aplicação espacial das mais importantes para atividades de previsão do tempo e clima.

Além de ampliar o atendimento aos usuários do GEONETCast Americas, o acordo prevê o desenvolvimento do SIGMACast, um software de integração de conteúdo que facilitará a gestão da difusão de dados e, também, a disseminação de produtos meteorológicos do INPE.

 

 

 

(Imagens: Reprodução/INPE)

* Publicado em: INPE